quarta-feira, 5 de abril de 2017

"Eléments de langage"


Uma noite, numa esquina do Boulevard Saint Germain, em Paris, cruzei-me com um amigo, membro proeminente do Partido Socialista francês (chegaria a ministro), que verifiquei que ia como alguma pressa.

Explicou-me que estava caminho de um debate na televisão e que ia passar pela sede do partido, ali perto, para recolher os "éléments de langage". Perante a minha dúvida sobre o que é que isso significava, explicou-me que, sem exceção, aos comentadores que iam a debates televisivos ou radiofónicos, os serviços partidários forneciam um guião com argumentário sobre a perspetiva do partido relativamente a temas de atualidade, por forma a permitir que as vozes e caras que representassem os socialistas nessas ocasiões dissessem, no essencial, o mesmo.

(Posso imaginar que, nos dias de hoje, com o PSF dividido como nunca pelas eleições presidenciais, deve haver uma grande dificuldade em preparar "éléments de language" lá pela Solferino).

Lembrei-me disto há pouco ao ler algumas notas escritas, deliciosas no estilo e na expectável autencidade subjacente, que o Benfica prepara para os comentadores "encarnados" (o dr. Salazar proibiu-os um dia de serem 'vermelhos" e eles obedecem até hoje) que vão à televisões.

Estou a imaginar o que passará por essas cabeças, na (rara) angústia que os atravessará quando, perante o lance de um seu avançado caído com estrondo coreográfico na área adversária, não foi ouvido o complacente (e de regra) apito arbitral ("andrade" ou "lagarto", pela certa) para a ("justíssima") grande penalidade. "Digo que foi penalti? Ora deixa aqui ver as instruções da rapaziada lá da Luz..."

O profissionalismo é outra coisa...

1 comentário:

Anónimo disse...

aqui esta a dita cartilha.... os elements de langage do psf tb os gostava de os poder ler, mas pelo estado da coisa duvido que haja

https://pt.scribd.com/document/344162230/SLB-Briefing