domingo, 21 de maio de 2017

Rebuçados da Régua

Há uns meses, levei uns amigos brasileiros a um passeio pela zona do Douro. À chegada à Régua, expliquei-lhes que uma das coisas mais típicas da cidade, para além da mais pequena barbearia do mundo, eram os seus rebuçados. 

Essa doçaria é uma coisa muito simples: é praticamente açúcar em ponto, deixado arrefecer, embrulhado em papel branco. A graça está em quem o vende, umas senhoras de avental ou bata branca, com umas cestas de verga, sentadas sob as árvores junto à estação do caminho de ferro. No passado eram senhoras muito idosas, nos últimos anos a venda estava já rejuvenescida.

Chegados nesse dia ao largo da estação, nada de vendedoras! Fiquei desiludido e perguntei pelas "senhoras dos rebuçados" a um dos taxistas no local. Foi-me dito que já não apareciam com tanta frequência, mas lá se conseguiu comprar rebuçados numa tabacaria próxima. Mas, confesso!, saí da Régua "de orelha murcha". A Régua sem rebuçados era como Vila Real sem covilhetes! 

Hoje, durante uma função oficial, jantei ao lado do edil-mor da Régua e, como antes se dizia, "lavrei o meu protesto". E não é que fui informado que as senhoras dos rebuçados continuam, que nesse dia deviam ter ido "para os barcos", que a Câmara até providencia os aventais/batas brancas e tudo?! 

Assim sim, porque eu sou daqueles que não gostam que lhes troquem as voltas e mudem aquilo a que se habituaram a ter como cenário confortável de vida. O nome para pessoas assim é "reacionário", não é?

6 comentários:

Majo Dutra disse...

Lá tive que ir ao dicionário saber o que são covilhetes...
É muito agradável sorrir logo pela manhã...
~~~ Dias primaveris muito agradáveis ~~~

Anónimo disse...

Acho que o termo é conservador. E não reaccionário.

Anónimo disse...

Major Dutra, leia por aqui:

http://duas-ou-tres.blogspot.pt/2014/08/a-conversa-na-gomes-1.html
http://duas-ou-tres.blogspot.pt/2015/11/vila-real.html
http://duas-ou-tres.blogspot.pt/2012/12/sabem-o-que-e-gomes-maioria-dos.html

patricio branco disse...

pois fiquei com curiosidade pela barbearia mais pequena do mundo, mais do que pelos rebuçados,
mas imaginei o doce dos rebuçados e tambem fiquei com curiosidade

Anónimo disse...

Tendo sentimentos análogos temo que o nome seja velho
Fernando Neves

Jaime Santos disse...

Não, senhor Embaixador, o nome para pessoas assim é 'Conservador'...