sexta-feira, 30 de junho de 2017

Simone Veil


Morreu uma mulher que, há 43 anos, como membro de um governo de direita, deu a cara pelo direito ao aborto, no seio da conservadora sociedade francesa.
Simone Veil era uma referência em França, uma grande figura moral, muito respeitada. Na infância, sofreu Auschwitz. Seria a primeira mulher a presidir ao Parlamento Europeu.
Tive o privilégio de a conhecer pessoalmente, de escutar a sua sabedoria e de apreciar o seu equilíbrio. A Fundação Champalimaud perde uma conselheira de mérito.

Sem comentários: