domingo, 6 de agosto de 2017

Chávez e Lula


Hugo Chávez morreu. Lula da Silva necessitaria de um milagre para ressuscitar politicamente. Deixo aqui um episódio dos dois.

Um dia, um importante ministro brasileiro, que acompanhou Lula numa das suas frequentes visitas a Caracas, contou-me uma história significativa que era bem reveladora do pensamento íntimo de Chávez. 

Numa conversa em Caracas, Lula fazia notar a Chávez que os ganhos do Brasil, no seu comércio com a Venezuela, eram exponenciais. O Brasil nunca lucrara tanto nos seus negócios no país, nunca a balança comercial lhe fora tão favorável. E, no entanto, "com amizade", afirmou que o Brasil não se sentia bem nessa relação tão desequilibrada, em grande parte devida à ausência de um setor produtivo venezuelano que se pudesse desenvolver e criar produtos essenciais à satisfação de áreas essenciais, nomeadamente no domínio alimentar. O Brasil estaria disposto a ajudá-lo nisso, na criação de empresas industriais que pudessem substituir importações e reforçar a produção industrial venezuelana. 

Chávez olhou para Lula, percebeu a genuinidade do gesto e adiantou: "Tens razão! Já tinha pensado nisso e tenho um grupo a estudar a criação de um conjunto de empresas estatais dedicadas a vários setores de produção de produtos essenciais". O presidente brasileiro deu um salto na cadeira: "Eu queria dizer empresas privadas, não empresas estatais!" Foi a vez de Chávez se alarmar: "No, privadas, jamás!" Para logo acrescentar: "Os privados ligam-se logo à reação contra mim!".

Era assim Chávez. Era assim Lula.

10 comentários:

Joaquim de Freitas disse...

O Senhor Embaixador sabe bem que na Venezuela,a maioria dos média e a economia em geral são privados e opõem-se às políticas sociais do governo bolivariano.

Chavez sabia do que falava…e o golpe de Estado de que foi vitima em 2014 avisou-o.

E Lula, independentemente de alguma infracção à lei, foi vítima das mesmas forças , que Dilma pagou sob a forma dum golpe de Estado .

Anónimo disse...

o que da ter um blog ha 8 anos com posts todos os dias é que essa ja a contou sr embaixador...

cmpts

Francisco Seixas da Costa disse...

Ao Anónimo das 16.41. Claro que sim. Mas ainda não pago direitos de autor a mim próprio. Cmps

Anónimo disse...

"6 de agosto de 2017 às 16:41" - é verdade. Mas vale mais ter o embaixador a repetir-se do que levar com as repetivivas estupidezes de fanáticos políticos que por aqui andam.

Anónimo disse...

Tirando o erro do plural de estupidez, o anónimo de 7 de agosto de 2017 às 14:04 tem toda a razão, pelo que se saúda a sua opinião.

Só um fanático político não percebe como Chavez tinha toda a razão - como exemplar e diariamente se prova pelo comprotamento da oposição venezuelana, uma coisa golpista que desde 2002 não saiu das ruas com manifestações.

Por muito maus que sejam os bolivarianos, por muitas asneiras que Maduro faça e faz, nisso não chegam aos calcanhares dos bombistas que amam Pinochet, mas vêm nos asfixiados mil jornais e televisões venezuelanas e do mundo de fala espanhola como heróis da democracia.

Anónimo disse...

Teria que ser privada, pois só assim renderiam lucros ao bandido número um do Brasil. Lula da $ilva. Mas o outro socialista de araque, macaco velho, não embarcou nas artimanhas do porco ébrio. Lula teve que atacar na Portugal Telecom, nem Portugal escapou da volúpia gananciosa e sem limites do troncho de nove dedos.

Junior will disse...

Tem gente ainda que acredita que Lula da Silva e Dilma foram vitimas de um golpe. Vai ver que a distancia dos continentes seja a razão de tanta ignorância política.

Anónimo disse...

Entenda o escândalo Portugal Telecom: um golpe internacional de Lula

O Ministério Público Federal desarquivou uma investigação que apura suposto envolvimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no esquema do mensalão. A investigação teve início na Procuradoria da República do Distrito Federal, com base na acusação feita pelo empresário Marcos Valério de que Lula negociou com a empresa Portugal Telecom o repasse de recursos para o PT para a quitação de dívidas de campanha.

De acordo com Valério, operador do mensalão, Lula combinou com Miguel Horta, então presidente da Portugal Telecom, a transferência de 7 milhões de reais para o PT. O dinheiro, segundo o depoimento, teria chegado ao Brasil por contas de publicitários que prestaram serviço para campanhas petistas. O depoimento foi prestado por Marcos Valério em 2012 como uma tentativa de fechar acordo de delação premiada, após a condenação no mensalão.

Segundo Marcos Valério, o montante acertado foi de 7 milhões de dólares (5,9 milhões de euros) e o dinheiro teria sido transferido para o PT por uma fornecedora da Portugal Telecom em Macau através de contas fora do Brasil.

Agora vou te explicar o imbróglio:

No início de setembro de 2015, o semanário Sol, português revelou que na casa de Luís Oliveira Silva, sócio e irmão de José Dirceu, o antigo homem forte de Lula da Silva, a Polícia Federal apreendeu um documento com uma anotação sobre a “Portugal Telecom”.

O presidente executivo da Portugal Telecom era Henrique Granadeiro.

O escritório de advocacia é sócio no Brasil de José Dirceu, o líder petista conhecido como facilitador de negócios, a quem a LSF chegara anos antes por via de José Pedro Fernandes. Mas será Abrantes Serra a apresentar Dirceu a Nuno Vasconcelos e a Rafael Mora, da Ongoing (e a Miguel Relvas). Dirceu, que surgiu nos epicentros dos grandes escândalos que rebentaram no Brasil (“mensalão”, Lava-Jato e “petrolão”), é classificado pela Polícia Federal como o “chefe da quadrilha”

Anónimo disse...

Agora mais

A Andrade Gutierrez foi a empreiteira que comprou por 4 milhões de reais a empresa de Lulinha, em 2005. Via Sergio Andrade, Lulinha vendeu à Telemar, do mesmo Sérgio, seu negócio de Ronaldinho. O MPF inocentou Lulinha.

A Telemar ficou tão grande que virou a Oi. Que no ano passado teve um rombo de RS$ 54 bilhões…

Mas agora a bomba explode em Portugal: a telefonia brasileira, via construtora Andrade Gutierrez, molhou a mão de políticos portugueses, como até o presidente Mario Soares, num gigantesco esquema de corrupção.

Vejam esse trecho que saiu na mídia portuguesa:

“As investigações que hoje decorrem no Brasil e em Portugal, de modo autónomo, mas com canais abertos, já deixam levantar a ponta do véu sobre possíveis pagamentos de várias dezenas de milhões de euros ao universo restrito do ex-Presidente da República Lula da Silva, bem como a ex-governantes e gestores brasileiros e portugueses. Movimentos financeiros que as autoridades suspeitam poderem ter saído de veículos internacionais ligados aos accionistas da Oi, encabeçados pela construtora Andrade Gutierrez, através de territórios como Angola (onde opera também via Zagope) e Venezuela…

…O presidente da Andrade Gutierrez é réu no processo Lava-Jato, sendo-lhe atribuídos os crimes de corrupção, de lavagem de dinheiro e de organização criminosa. Otávio Azevedo é considerado a cabeça da engrenagem que possibilitou o acordo entre a PT e a Oi em Julho de 2010. Um negócio que necessitou de múltiplas autorizações políticas dos dois lados do Atlântico e que começou a ser preparado no final de 2007 como resposta à intenção firme da Telefónica de adquirir os 50% da brasileira Vivo que estavam nas mãos da PT e que era o motor de crescimento da empresa portuguesa”.

Ou seja: a empreiteira-telefônica que comprou a empresa do Ronaldinho de Lula é investigada por ter corrompido políticos portugueses com a ajuda de Zé Dirceu…

Anónimo disse...

Tchiiii, pintxou por aqui um bando de Bolsonaros,reles fascistas tropicais.