quinta-feira, 11 de janeiro de 2018

Obrigado, Fernando Pinto!


Tenho uma profunda admiração pelo trabalho feito na TAP por Fernando Pinto e a sua equipa. Se a TAP superou graves crises, que chegaram a ameaçar a sua própria existência, foi muito graças à coragem e ao saber de Fernando Pinto e da sua gente. 

Como embaixador de Portugal, tive o privilégio de acompanhar, e de dar o meu modesto contributo, para aquilo que foi uma extraordinária expansão da ação da TAP no Brasil, feita de visão e grande profissionalismo. 

Como português, sinto que devo um agradecimento muito sincero a Fernando Pinto por tudo quanto fez pela TAP. Já o escrevi uma vez, aquando do processo de privatização. Quero repeti-lo agora, no dia em que se confirma a sua substituição. Ou eu me engano muito ou a TAP e a sua gente ainda vão ter muitas saudades de Fernando Pinto.

6 comentários:

Mal por mal disse...

Os brasucas topam o portuga à légua.
Este é um deles.

Anónimo disse...

Certo. Mas podia ter evitado certas afirmações, no mínimo ridículas, para avalizar decisões no mínimo discutíveis do poder político. E estou a ser simpático (para esse poder político).

Luís Lavoura disse...

Também eu agradeço a Fernando Pinto.
Achei notável aquela frase dele ontem, dizendo que a TAP é hoje três vezes maior do que quando ele pegou nela. Recordou-me António Chora, a dizer que pegou na Comissão de Trabalhadores da Autoeuropa quando a fábrica tinha mil trabalhadores e a largou deixando-a com quatro mil.

Anónimo disse...

Há quem proponha condecorações para Fernando Pinto. Só se as alargarem aos trabalhadores da TAP, tripulações, que trabalharam muito acima do que lhes é exigido. Anos e anos. E sem um cêntimo de aumento. A opinião pública julga que são uns privilegiados, não imaginando sequer quais são os seus salários e períodos de descanso. Vêm logo uns artistas invocar o salário de pilotos, esquecendo que não é o mesmo que guiar um autocarro e que nenhum vai para a reforma com mais de 7.000 euros, como foi agora o Aarons de Carvalho... Sendo sempre os melhores pilotos a voar por aí, o que dá o essencial aos passageiros - SEGURANÇA. O chá, café, ou laranjada não dá isso, é só para ajudar a passar o tempo.
A denúncia do Acordo de Empresa para os tripulantes foi a última coisa que fez e não é motivo de orgulho - toda a gente teve acesso às explicações do Sindicato (que não é CGTP e, aliás, já nem UGT) em forma de Carta Aberta. Pela primeira vez pudemos ler que não iam para a greve, no período do Natal, apesar das tropelias...

Anónimo disse...

Só é pena o serviço da TAP ser lamentável. Preços altos, atrasos mais do que frequentes, comida péssima em económica ( quando a há porque, por falta de tripulação, muitas vezes nada é servido ). E o encerramento de serviços próprios em vários aeroportos deixa-nos sem interlocutor capaz de resolver incidentes que acontecem com cada vez mais frequência ... A TAP é a low-cost da Star Alliance. Escreve quem tem que voar nela cerca de 30 vezes por ano.

JPGarcia

luis reis disse...

Não sabia que havia censura a quem discorda do autor do post!Eu fui o primeiro a entrar nesta discussão e identifiquei-me, ao contrário de outros " anónimos". Parece que o autor da postada prefere anónimos, aqueles que dão a cara. Lamentável. Eu digo e repito este senhor a que o autor do poste tanto agradece , entalou a TAP no Brasil e arruinou-a! Gastou milhões num negócio miserável! Obrigado? Não me faça rir senhor ex- Embaixador!

Luis Reis